História da freira (filme)

O Nun ‘s história é um filme americano de 1959 dirigido por Fred Zinnemann . Estrelado por Audrey Hepburn e Peter Finch nos papéis principais. Baseado no romance A História do Nun (1956), o escritor norte-americano Kathryn Hulme . O romance é inspirado para virar na vida do ex-freira belga e enfermeira Marie Louise Habets .

Argumento

Na década de 1930, Gabrielle van der Mal ( Audrey Hepburn ), filha do proeminente cirurgião Dr. Pascin Van Der Mal ( Dean Jagger ), decide a deixar a sua vida de família rica, entrar para um convento, esperando para começar a trabalhar em um hospital no Congo belga . Sua vida no convento enfrentar a realidade faz os votos de pobreza, castidade e obediência tão contrária ao seu caráter forte.

Após um longo período, lutando contra suas próprias convicções, finalmente a tomar seus votos monásticos, e se torna a Irmã Luc. Terminou seus estudos médicos com distinção, espera para realizar seus sonhos de ir para servir no Congo, mas a Reverenda Madre Emmanuel ( Edith Evans ), seu superior, enviado para servir em uma instituição psiquiátrica, em Bruxelas , para provar sua humildade. Após um longo período, finalmente Irmã Luc é enviado para o Congo.

Não é atribuído a trabalhar em um hospital, com o Dr. Fortunati ( Peter Finch ), um brilhante, cínico médico ateu. A irmã Luc prova para ser enfermeira eficiente e assistente, mas o trabalho duro doente com tuberculose. Dr. Fortunati, que aprecia, atinge a sua recuperação. Uma atração chama pequena surge entre eles, mas a irmã Luc administra a transformar -lo fora.

Anos mais tarde, ele é enviado de volta ao seu convento na Bélgica. II Guerra Mundial estourou fora , e seu país é invadido por Alemanha nazista . De volta a Bruxelas, ele aprende da morte de seu pai, que foi executado por ajudar membros feridos da Resistência belga.

Uma instrução interna de sua ordem, proibiu seus membros a tomar partido entre as partes em conflito. A irmã Luc decide se despir, impedido por sua consciência, manter-se neutro.

Fundido

  • Audrey Hepburn – Irmã Lucas (Gabrielle van der Mal)
  • Peter Finch – Doctor Fortunati
  • Edith Evans – Reverenda Madre Emmanuel
  • Peggy Ashcroft – Mãe Mathilde
  • Dean Jagger – Doutor Van Der Mal
  • Mildred Dunnock – Irmã Margharita
  • Beatrice Straight – Mãe Christophe
  • Patricia Collinge – Irmã William
  • Rosalie Crutchley – Irmã Eleanor
  • Ruth White – Mãe Marcella
  • Barbara O’Neil – Mãe Didyma
  • Margaret Phillips – irmã Pauline
  • Patricia Bosworth – Simone
  • Colleen Dewhurst – Arcángel Gabriel
  • Stephen Murray – Capelão Pai André
  • Lionel Jeffries – Doctor Goovaerts
  • Niall Macginnis – Pai Vermeuhlen
  • Eva Kotthaus – Irmã Marie
  • Molly Urquhart – Irmã Augustine
  • Dorothy Alison – irmã Aurelie
  • Jeanette Sterke – Louise van der Mal
  • Errol John – Illunga

Prêmios

Prêmio NYFCC 1959:

  • Melhor Atriz (Audrey Hepburn)
  • Melhor Diretor (Fred Zinnemann)

Prêmio Globo de Ouro 1960:

  • o mérito extraordinário

Prêmio de Ouro Laurel 1960:

  • melhor desempenho feminino – 2º lugar (Audrey Hepburn)
  • melhor Drama
  • melhor música – 3º lugar (Franz Waxman)

Prêmio National Board of Review 1960:

  • Melhor Diretor (Fred Zinnemann.
  • melhor filme.
  • Melhor Atriz Coadjuvante (Edith Evans).

Prêmio BAFTA 1960:

  • Melhor Atriz Britânica (Audrey Hepburn).

Prêmio David di Donatello 1960:

  • Melhor Atriz Estrangeira (Audrey Hepburn).

Prêmio San Sebastián International Film Festival 1959:

  • Concha de Ouro de Melhor Diretor (Fred Zinnemann).
  • Prêmio Zulueta de Melhor Atriz (Audrey Hepburn).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *