enfeitiçante Antilhas

Antilhas Embrujo é um filme mexicano – cubano dirigido e produzido por Juan Orol . Filmado em 1946 e lançado em 1947 . Ele foi estrelado por María Antonieta Pons e Blanquita Amaro .

Argumento

Um jovem cansado de trabalhar no cultivo de rapé com seu pai em Pinar del Rio , Cuba , decide a ir para Havana para tentar a sua sorte, mas depois de vários contratempos acaba -se trabalhando em um snuff fábrica. Foi lá, ele cai no amor com um dos proprietários, um jovem que tinha acabado de chegar para o país depois de vários anos de estudo no exterior. Mas este jovem estava envolvido com a filha de seu parceiro, e aqui começa uma luta entre os dois, terminando com um final inesperado. 1

Fundido

  • María Antonieta Pons
  • Blanquita Amaro
  • Ramón Armengod
  • Kiko Mendive

Comentários

O filme era parte de um plano de um produtor, Geza P. Polaty para trazer o rumbera María Antonieta Pons para comercializar seu país. A equipe de filmagem era bilíngue, exceto para músicos, compositores, incluindo Osvaldo Farrés e Julio Brito, que compôs as canções do filme. O filme, de qualidade artística duvidosa, foi um sucesso de público. 2 A fita também foi a última colaboração filme entre Juan Orol e sua segunda esposa e musa, María Antonieta Pons.

A fita também é mencionado no filme biográfico sobre Juan Orol, o mundo fantástico de Juan Orol (Sebastian del Amo, 2012).

Referências

  1. Voltar ao topo↑ Cinemateca Cubana: Antilhas Embrujo
  2. Voltar ao topo↑ Somos Magazine: O Rumberas do cinema mexicano (María Antonieta Pons: Rumba fez a mulher) . Editorial Televisa SA de CV 1999. pp. 17-18.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *